Filmes

“É um filme 100% americano inspirado em diretores do mundo”, diz Paul Dano sobre Wildlife

Ator impressiona Cannes com sua estreia na direção, exibida na Semana da Crítica
-
 -

A julgar pela discreta passagem de Paul Dano por Cannes, em 2015, como coadjuvante de Michael Caine em A Juventude, ninguém poderia dizer que festivais europeus de cinema têm um peso determinante na maneira como o ator nova-iorquino de 33 anos – celebrizado no papel do irmão da Pequena Miss Sunshine – desenha sua carreira, apostando, agora, numa vida dupla na direção. Sua estreia como cineasta, Wildlife, deixou a Croisette boquiaberta.

A projeção ocorreu fora de concurso, numa seção paralela à briga pela Palma de Ouro, a Semana da Crítica. Egresso de Sundance, o drama dirigido por Dano, com base na prosa do escritor Richard Ford, esbanja domínio de linguagem, sobretudo nos enquadramentos de câmera e na construção de tensão ao largo de suas tristíssimas viradas de roteiro. Magérrima, cheia de olheiras, a inglesa Carey Mulligan (de “Educação”) teve o seu desempenho definido pela imprensa europeia como “uma atuação digna de Oscar”, pela maneira como ela dá dimensões trágicas a uma jovem dona de casa dos anos 1960. Confinada há anos aos “afazeres do lar”, sua personagem ensaia um retorno ao mercado de trabalho, abrindo deixa para Dano fazer uma discussão sobre empoderamento feminino.

“Sou daqueles nerds que trollam a internet, quando Cannes está rolando, atrás de meios de ver os filmes que competem por aqui, pois muitos deles dificilmente serão lançados nos EUA”, disse Dano no início de sua sessão. “Este filme é 100% americano, mas se inspira em diretores do mundo todo, da Romênia, do Chile, de Taiwan, que eu descobri em eventos como este”.

Encarado desde já como um potencial candidato aos prêmios do cinema independente dos EUA do fim do ano que vem, Wildlife lembra muito (MUITO) Foi Apenas Um Sonho (2008), de Sam Mendes, retratando a agonia do american way of life. Enxuto em sua montagem, a produção é uma espécie de crônica de amadurecimento com foco no choque vivido por um virtuoso adolescente, Joe (Ed Oxenbould), quando se dá conta da atomização de seu lar, diante do esfacelamento do amor (e do respeito) entre sua família. Seu pai, Jerry (Jake Gyllenhaal) é o fracasso em pessoa: só arruma empregos de segunda e é demitido deles num segundo. Já Jeanette (Carey) é uma insatisfeita nata, que deseja abraçar o mundo... e um aluno de natação que ela adquire ao arrumar um bico de professora. A trama foi adaptada da literatura de Ford por Dano em parceria com sua mulher, a atriz Zoe Kazan, neta do mítico cineasta Elia Kazan. Os dois fizeram Ruby Sparks – A Namorada Perfeita (2012) juntos.

“Zoe é minha parceira e viabilizou esse projeto com a colaboração da Carey”, disse Dano.

Na Semana da Crítica, a principal atração dos próximos dias está marcada para sexta e tem DNA nacional: é a coprodução Brasil x Portugal Diamantino, de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, sobre um jogador de futebol (com ponta de Cristiano Ronaldo) que embarca numa alegórica jornada de reinvenção. Também nesta sexta, rola por Cannes, na Quinzena dos Realizadores, um drama nas convergências do território brasileiro com o Peru e a Colômbia chamado Los Silencios, dirigido por Beatriz Seigner e estrelado por um dos atores de teatro mais badalados pelo audiovisual do momento: Enrique Diaz, o doleiro da série O Mecanismo, visto ainda como delegado na superssérie da Globo Onde Nascem os Fortes.

Na competição pela Palma de Ouro, tudo segue morno: depois do desastrado Todos Lo Saben, filmado em Madri pelo iraniano Asghar Farhadi, o balneário amargou as lágrimas apelativas do drama egípcio Yomeddine, de A. B. Ahawky, diretor estreante nascido no Cairo. No filme dele, um ex-interno de um leprosário embarca numa jornada em busca de uma vida mais feliz. Na quinta, a cidade recebe, “L’Été”, do russo Kirill Serebrennikov, e “Plaire, aimer et courir vite”, do francês Christophe Honoré.

Leia mais sobre Cannes

Discuta aqui no site Discuta aqui

O Omelete disponibiliza este espaço para comentários e discussões dos temas apresentados no site. Por favor respeite e siga nossas regras para participar. Partilhe sua opinião de forma honesta, responsável e educada. Respeite a opinião dos demais. E, por favor, nos auxilie na moderação ao denunciar conteúdo ofensivo e que deveria ser removido por violar estas normas.

Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

blog comments powered by Disqus